Notícias

Comércio eletrónico sustentável a crescer na Alemanha

Monday, March 1, 2021
Comércio eletrónico sustentável a crescer na Alemanha

A sustentabilidade é um dos temas sociopolíticos mais importantes da atualidade. Os consumidores exigem cada vez mais que as empresas sigam uma abordagem ecologicamente correta, garantam métodos de produção sustentáveis e assumam a responsabilidade social. Isso significa um grande desafio para o negócio de comércio eletrónico, visto que as compras online estão sempre conectadas a sistemas logísticos complexos, longas rotas de envio, altas taxas de devolução, embalagens e outros fatores que não estão realmente associados a uma pegada ambiental positiva. Mas, a longo prazo, não há como evitar a transição para uma economia verde e estratégias de negócios mais sustentáveis também no comércio eletrónico.

Os resultados recentemente divulgados de uma pesquisa com consumidores alemães realizada pela associação alemã de comércio eletrónico e o serviço de vendas por correspondência bevh em cooperação com a Civey mostram que investir em processos mais sustentáveis também tem um grande potencial de vendas para quem trabalha no comércio eletrónico: De acordo com a pesquisa, um em três alemães acham importante que os comerciantes online adotem medidas para obter mais sustentabilidade e um em cada quatro até decidiu não fazer pedidos de lojas online que não atendessem às suas expectativas de sustentabilidade no passado.

Quando questionados sobre quais os aspectos de sustentabilidade mais importantes para eles no comércio eletrónico, a maioria dos entrevistados escolheu embalagens sustentáveis - 43% dos alemães acham importante que uma loja online ofereça embalagens sustentáveis. A transparência nas origens do produto e nas cadeias de abastecimento vem em segundo lugar, com 41% dos entrevistados a considerar esse aspecto importante. A certa distância, seguem-se a produção sustentável, a responsabilidade social e as condições de produção transparentes - essas medidas são importantes para cerca de um terço dos entrevistados. A produção sustentável ainda é relevante para 35% dos entrevistados, enquanto as condições de produção importam para apenas 30%. A responsabilidade social está no meio, com 32% .

Os resultados da pesquisa também mostram que os consumidores não apenas exigem que os comerciantes oline tomem medidas para um e-commerce mais sustentável, muitos deles também aceitariamreduzir a sua conveniência pessoal. Um em cada três devolveria, por exemplo, embalagens reutilizáveis ou aceitaria produtos com pequenas falhas. Alguns também ficariam bem com prazos de entrega mais longos. Embora um terço tenha declarado que não aceitaria qualquer compromisso em benefício de mais sustentabilidade, a tendência ainda é indiscutível: o futuro do comércio eletrónico alemão precisa ser sustentável é o que afirma esta notícia do publicada no site do https://ecommercedb.com.

Ver artigo original AQUI.

Fonte: https://ecommercedb.com

467

Voltar