Notícias

Mercado angolano na rota do calçado português

Wednesday, July 9, 2008
Mercado angolano na rota do calçado português

Vinte e quatro empresas portuguesas de calçado iniciam a 13 de Julho uma Missão Empresarial a Angola. O objectivo é aprofundar o conhecimento da realidade de um mercado que se perspectiva com um elevado potencial de crescimento.

Com mais de 10 milhões de habitantes e taxas de crescimento anuais superiores a 9%, o mercado angolano começa a perfilar-se no horizonte do sector português de calçado. As exportações de PORTUGAL QUALITY SHOES para Angola têm vindo a aumentar progressivamente, tendo registado um acréscimo de 71% no ano passado, para aproximadamente 13 milhões de euros. Fora da União Europeia, o mercado angolano é já um dos principais para as empresas portuguesas, a par de Rússia e EUA.

No âmbito desta missão de prospecção, será visitada a Filda, que se realizará entre os dias 15 a 20 de Julho. Na 25ª edição da Feira Internacional de Luanda participarão mais de 400 empresas, designadamente da Alemanha, do Brasil, da China, de Espanha, de França, da Holanda ou de Portugal.

Ainda no âmbito da abordagem ao mercado angolano, e em conjunto com a Delegação da AICEP em Luanda, serão promovidos encontros de negócio com potenciais operadores e importadores de calçado.

Grande ofensiva «em marcha»

Desde o início do ano, o calçado português tem em marcha a maior ofensiva promocional de sempre, numa acção conjunta da APICCAPS e da AICEP, que conta com o apoio do Programa QREN.
Com um investimento total de oito milhões de euros, mais de 140 empresas estão a participar em acções em 15 mercados distintos, que têm como objectivo reforçar a capacidade competitiva do calçado português na cena competitiva internacional. Para além da presença nos principais certames europeus da especialidade, o calçado português investirá em outros mercados de elevado potencial de crescimento como China, EUA, Japão, Polónia e Rússia.

No primeiro trimestre do ano, as exportações de PORTUGAL QUALITY SHOES aumentaram 4%.

Fonte: APICCAPS,09.Jul.08

1529

Voltar