Notícias

Zouri une-se à O'Neill

Thursday, July 29, 2021
Parceria dá nova vida ao lixo do mar
Zouri une-se à O'Neill


Zouri e O”Neill. Uma parceria que chegará brevemente aos quatro cantos do globo, com um objetivo muito claro: retirar das praias 50 toneladas de plástico, nos próximos dois anos.

A marca norte-americana une-se, assim, à marca portuguesa para criar uma linha de calçado com 12 modelos únicos, que contém lixo do mar apanhado nas praias portuguesas. O resultado é inovador e promete transformar o mercado do calçado a nível mundial. “É inegável que o mundo precisa de soluções imediatas para a preservações dos seus ecossistemas e de uma transformação na mentalidade das novas indústrias, pois são elas os maiores agentes de desequilíbrio no nosso planeta. A colaboração entre a ZOURI e a O’NEILL BLUE promete ser a parceria do ano a nível internacional”, diz a marca.

O compromisso entre a ZOURI e a O’Neill Blue prevê um percurso de sólida continuidade, esperando as duas marcas retirar dos oceanos em conjunto 50 toneladas em 2 anos.

O mar é a paixão comum entre as duas marcas. A O’Neill foi criada pelo reconhecido protetor dos oceanos, Jack O´Neill, conhecido por usar uma pala sobre o olho esquerdo, que perdeu num acidente enquanto praticava surf nos anos 70. O’Neill criou o fato de neoprene no início da década de 50, mas o projeto que viria a considerar mais importante na sua vida só chegaria já no final da década de 90, quando o surfista fundou o “O’Neill Sea Odyssey”, um programa educativo que permitiu a mais de 100 mil crianças aprender sobre a proteção dos recursos marinhos enquanto viajavam no seu catamarã pessoal, o Team O’Neill.

Mais de três décadas depois, a marca portuguesa ZOURI e a americana O’Neill, unem esforços para assinalar uma das maiores parcerias a nível global para proteger os oceanos. Esta colaboração vai estar nas lojas já este verão, em agosto, em 10 mercados europeus. Os novos modelos poderão ser encontrados em lojas e online em www.zouri-shoes.com

À O”Neill coube a tarefa de desenvolver os modelos e à Zouri a responsabilidade de identificar os materiais e assegurar a produção. Para tal, a marca de Braga contou com várias parcerias com empresas portuguesas processadoras de plásticos, produtoras de solas e de calçado. Também, a própria Universidade do Minho participou no projeto para desenvolver a sola, numa fase inicial do processo.

A história da Zouri
O sonho de Adriana Mano ganhou vida há dois anos. Com o apoio da Câmara Municipal de Esposende, o primeiro parceiro deste projeto, uma recolha de plástico nas praias dava o mote para a criação da Zouri. "O primeiro parceiro foi a Câmara Municipal de Esposende. Todos os anos, a câmara promove em março/abril uma recolha de lixo em toda a costa do concelho, com a participação de várias escolas, de organizações e de voluntários. Nessa primeira ação recolheram-se 1,5 toneladas", recorda Adriana Mano.

As solas são produzidas em borracha natural e plástico recolhido das praias portuguesas, as palmilhas são feitas a partir de materiais reciclados e as gáspeas, a parte superior do sapato, com materiais naturais e biodegradáveis, como o algodão orgânico, linho, cânhamo, ou biomateriais como o pinatex, um tecido à base de folhas de abacaxi, ou pele de maçã. Todos os materiais são vegan e certificados e todos os sapatos são produzidos em Portugal.

Até 2020, a Zouri atingiu o incrível número de recolha de 4 toneladas de plástico do mar, em ações conjuntas com mais de 1300 voluntários, numa cooperação entre municípios e ONG de todo o país. O objetivo da Zouri é promover, junto de 150 escolas, os programas de sensibilização ambientais acerca dos prejuízos do plástico, e como este, aliado à criatividade, poderá tornar-se na matéria-prima mais valiosa desta década.

Várias personalidades portuguesas como Catarina Furtado, Daniela Ruah, Ana Guiomar, Bruno Nogueira, e internacionais como Garrett McNamara, Alan Cummings e Alicia Silverstone, têm apoiado e validado a ZOURI como um dos exemplos mais inovadores e vanguardistas da atualidade.

397

Voltar