Notícias

Portugal recebe convite especial na feira de Milão

Sunday, March 2, 2008
Portugal recebe convite especial na feira de Milão


O presidente do certame, desafiou ministro da Economia juntamente com a restante comitiva a organizar um Dia de Portugal.

Foi sob o signo do optimismo que terminou mais uma edição da Micam, a maior feira de calçado do mundo, em Milão, e onde estiveram presentes 80 empresas portuguesas de calçado. A qualidade dos artigos nacionais e o dinamismo das empresas representadas levou mesmo o presidente executivo do certame italiano, Claudio Artuso, a desafiar o ministro da Economia e o resto da comitiva para que organize um Dia de Portugal numa das próximas edições da Micam, eventualmente já em Setembro.

Esta edição que se realizou três semanas antes da data habitual, uma antecipação que resultou, segundo a organização, de um grande inquérito realizado aos importadores mundiais e que deram conta desta vontade para que pudessem definir mais cedo as suas compras. Para a indústria, este foi um desafio enorme, já que obrigou a um trabalho de adaptação substancial.

André Fernandes, da Cohibas, mostrou-se satisfeito com os resultados da feira. "O saldo foi muito positivo. Além dos clientes habituais conseguimos alargar a carteira de clientes a novos países, como a Austrália, EUA, China e Polónia, o que nos dá uma grande diversidade", explica. Especializada em calçado de homem, a Cohibas - Chibs no mercado internacional - não sentiu qualquer diferença em termos de visitantes da feita pela antecipação de datas. Dos 300 pares que fabrica diariamente, um trabalho em que a manufactura tem um grande peso, constituindo a mais-valia da marca, 60% são reservados para o mercado nacional. "Procuramos não descurar este mercado", sublinha André Fernandes.

Já Andreia Silva, da marca Sílva Rebatto, não se mostrou tão optimista, porque segundo esta a feira teve "pouca gente" em relação às edições anteriores. "Os clientes habituais estiveram, claro", diz, mas admite que notou a diferença. Se foi da antecipação de datas, não sabe.

A indústria portuguesa produziu, em 2007, cerca de 75 milhões de pares de sapatos, o que lhe gerou um volume de negócios de 1339 milhões de euros, dos quais 1205 milhões de exportação.


Fonte: DN, 02.Mar.08

1696

Voltar